Acessibilidade

A + A A -
Sexta-feira, 31 de Julho de 2020 16:20

Grupamento de Defesa Ambiental resgata duas gaivotas no aterro sanitário

 

Na sexta-feira, 31 de julho, o Grupamento de Defesa Ambiental (GDA), da Guarda Civil Municipal (GCM) de São Leopoldo foi acionado para resgatar duas aves que estavam no interior do aterro sanitário, bairro Arroio da Manteiga. Ao fazer o resgate os agentes constaram serem duas gaivotas-de-cabeça-cinza (Chroicocephalus cirrocephalus).

 

Elas foram encaminhadas para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres, do zoológico de Canoas, que realiza a recepção, triagem e tratamento dos animais silvestres. Uma estava mais debilitada e ficou em uma incubadora. A outra já foi alojada no setor de reabilitação.


Gaivota-de-cabeça-cinza
Alimentam-se principalmente de peixes, moluscos, crustáceos e outras criaturas de águas rasas. Também capturam insetos em voo, como cupins-alados. A maior parte da dieta, no entanto, vem de restos de peixes mortos naturalmente ou em locais de operações de pesca comercial, podendo também explorar o lixo e outros restos, característica que a torna uma espécie saprófaga, que são as que se alimentam esporádica ou preferencialmente de restos de outros animais.


Frequenta o litoral de regiões tropicais e subtropicais, ilhas oceânicas, estuários e também águas interiores, rios e lagos. Mais comum próximo a portos e comunidades de pescadores. Na maior parte são aparentemente residentes, embora possam se dispersar localmente ou até por grandes distâncias, com muitas aves do interior indo para o litoral, especialmente na época de reprodução.
 

[Foto: Divulgação |Jornalista: Rodrigo Machado - MTb 14.433 |Scom/PMSL]

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 9h às 14h