Acessibilidade

A + A A -
Quarta-feira, 26 de Abril de 2017 19:15 Gabinete do Prefeito

O balanço da viagem do prefeito Vanazzi a Madri

Balanço de Madri Foto: Divulgação Decom Balanço de Madri
De 17 a 21 de abril, o prefeito Ary Vanazzi esteve em Madri, capital da Espanha, a convite da Rede Mercocidades para participar (e palestrar) no I Foro Mundial sobre las Violencias Urbanas y Educación para la Convivencia y la Paz – uma iniciativa da prefeitura da capital espanhola e da prefeitura de Paris em conjunto com diversas instituições internacionais, agências da ONU e Redes de Cidades. A participação no evento possibilitou que Vanazzi estabelecesse também uma série de outras reuniões com lideranças locais de vários países, com vistas a firmar parcerias em diversas áreas com vistas a recolocar São Leopoldo no mapa das relações internacionais e, assim, atrair colaboradores culturais, políticos e comerciais para o município.
Abaixo, um breve relatório das principais ações e conquistas políticas da viagem a Madri.
 
1) Cooperação Técnica com o Fundo de Cooperação da Catalunha, ligado ao Governo da Província da Cataluna e a Prefeitura de Barcelona. O prefeito Ary Vanazzi e o diretor de Relações Internacionais da Prefeitura de São Leopoldo, Pedro Vasconcellos, tiveram reunião com o coordenador-geral do Fundo Josep Sagarra apresentando demandas de qualificação da nossa política municipal e gestão de resíduos sólidos. O fundo tem larga experiência no setor e patrocina projetos de cooperação nesta área com cidades de vários países da América Latina e da África. Ficou definido que o município de São Leopoldo vai apresentar um diagnóstico da situação e técnicos responsáveis para apresentar dados e iniciar as tratativas para uma visita técnica da Prefeitura em Barcelona – com a posterior vinda dos técnicos catalães à São Leopoldo para o início do projeto. O único custo da cooperação é o envio dos técnicos para a Espanha. Após os projetos serem elaborados e remetidos à análise, o próprio Fundo pode ser o financiador da implementação. O Fundo de Cooperação Catalão também coordena o grupo de trabalho de Imigrações do CGLU (Cidades e Governos Locais Unidos). Foi definido que a próxima reunião do GT, com representantes de 10 países dos cinco continentes, será feita no âmbito do Encontro do FALP (Fórum de Autoridades Locais Periféricas) em São Leopoldo, no final de novembro. Também ficou acertada uma cooperação para ajudar na questão dos senegaleses em São Leopoldo e na Grande Porto Alegre, onde o GT já tem larga experiência. 
 
2) Reunião com a Prefeita de Madri Manuela Carmona e Felipe Llamas, chefe de gabinete. A prefeita de Madri Manuela Carmena foi eleita em 2015 para o Ayuntamento de Madrid pelo campo de esquerda Ahora Madrid!, resultado da união entre o Podemos e o grupo Ganemos Madrid. É, portanto, uma das principais lideranças e figuras públicas da esquerda espanhola e tem tido um desempenho muito bem avaliado pela população madrilenha. Vanazzi apresentou a demanda de parceria através de bolsas de estudos de leopoldenses, na Universidade Autônoma de Madri, nas área de língua espanhola, ciências humanas e arquitetura. Também se discutiu a possibilidade de cooperação técnica nas áreas de Desenvolvimento Urbano, Mobilidade e uso do Espaço Público. A prefeita ficou bastante interessada e quer dar continuidade nessas duas propostas para se firmar um convênio formal, até o final de junho, detalhando os itens do acordo.
 
3) CGLU - Cidades e Governos Locais Unidos
 
- Em reuniões com o presidente do CGLU Parks Tau e com a secretária-geral Emilia Saiz, formalizamos a entrada de São Leopoldo na Rede CGLU – que se dará através da Rede Mercocidades, que representa as cidades da América Latina. Ficou sinalizado um apoio da CGLU à realização do Encontro em São Leopoldo para a reorganização da Comissão de Cidades de Periferia do CGLU, hoje presidida por Nanterre, França. 
 
 
- Comissão de Cultura do CGLU – Agenda 21 da Cultura, através do seu coordenador-geral Jordi Martí, convidou São Leopoldo a integrar a comissão que tem por objetivo principal cooperar e fortalecer iniciativas sobre "Cultura em cidades sustentáveis" que vai realizar uma Cúpula Mundial em Jeju, Coreia do Sul, em outubro de 2017. 
 
- São Leopoldo foi convidada a integrar a Comissão de Inclusão Social da CGLU, através de sua coordenadora Magali Fricaudet, que organizou o debate para discutir o tema dos Direitos Humanos em Madri. Faremos um debate no Encontro do FALP, em São Leopoldo, como parte da campanha mundial lançada no ONU-Habitat III, em Quito, pelo Direito à Cidade e à Moradia Popular. O presidente da comissão, Patrice Broauzec, prefeito de Saint Denis, na região metropolitana de Paris, confirmou presença e apoio ao Encontro de São Leopoldo e planeja uma atividade preparatória ao nosso encontro com as cidades da região metropolitana da França. 
 
4) Rede Mercocidades – Em reunião com o prefeito de Montevidéu e o com o secretário executivo da Rede de cidades da América do Sul, ficou definido que São Leopoldo voltará a participar a Unidade Temática de Meio Ambiente e ajudará a coordenar a Unidade Temática de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia. Vanazzi ficou responsável por articular a presença das cidades brasileiras na Cúpula da Rede Mercocidades em Córdoba, em dezembro deste ano, através da ABM e da Frente Nacional de Prefeitos. 
 
Resumo
 
De forma geral, São Leopoldo voltou oficialmente e com destaque para as redes de cidades Mercocidades e FALP – que tantas parcerias e eventos trouxeram para a cidade no período de 2005 a 2012 – ações totalmente descontinuadas 2013 e 2106. Além disso, o município de São Leopoldo entrou oficialmente para a maior e mais importante Rede de Cidades do mundo – o CGLU, que tem assento e voz ativa nas agendas internacionais do Clima e das Cidades (COP 15 e ONU-Habitat III). Iniciou-se uma agenda de cooperação técnica com o Fundo de Cooperação da Catalunha e buscou-se bolsas de estudos na Espanha e no Uruguai. Ainda no primeiro semestre, a Prefeitura deve lançar o Programa de Bolsas de Estudo no Exterior que terá papel destacado na cena internacional tanto no debate sobre Violência Urbana, na construção da PAZ, contra o ódio e o preconceito, quanto na luta pelo Direito à Cidade e à Moradia Popular. A partir desses dois eixos poderemos cumprir papel importante tanto no Brasil e na América Latina, como em escala global. 
 
[Departamento de Comunicação | Decom | PMSL | Com informações de Pedro Vasconcellos]
Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 10h às 16h