Acessibilidade

A + A A -
Quinta-feira, 18 18:27

Seminário aborda o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Seminário Seminário

A Rede Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra a Criança e o Adolescente realizou o XIII seminário, com o tema “Esquecer é permitir, lembrar é combater”, nesta quinta-feira, 18 de maio, no auditório do Colégio São Luís. Além de promover uma reflexão sobre o tema, autoridades assinaram o termo de compromisso referente ao Plano Municipal de Enfrentamento.


O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, destacou a importância do poder público ser parceiro e construir política pública mesmo frente as grandes dificuldades. “Tive uma experiência de oito anos e quando saí me orgulhava do que construímos coletivamente, tinham decisões, conceitos e políticas sendo construídas. Hoje estamos vivendo um momento dramático, houve uma desestruturação econômica, estrutural, das políticas e do respeito às relações que se estabelece com as entidades, com a juventude”, afirmou.


Segundo o prefeito, o objetivo é estabelecer um processo de reconhecimento, de busca. “Hoje estamos aqui com secretários da linha de frente para compreender, ouvir opinar e construir coletivamente este debate”, disse.


Os secretários municipais Rodrigo Castilhos (Sedes), Carlos Sant’Ana (Segurança e Defesa Comunitária), Fábio Bernardo (Saúde), Oneide Bobsin (Educação), Joseli Troian (Políticas para Mulheres), Hélio Teixeira (Direitos Humanos) participaram do evento. Também estavam presentes representantes da Brigada Militar, Polícia Civil, 2ª Coordenadoria Regional de Educação, Conselhos Tutelares.


A Promotora da Infância e Juventude de São Leopoldo, Mara Job, mediou a mesa “Violência Doméstica e sexual contra a criança e adolescente- avanços e desafios”. O seminário reuniu professores, estudantes, trabalhadores dos serviços e entidades de atendimento às crianças e adolescentes, entre outros.


18 de Maio – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído em 2000, pela lei federal n° 9.970. Essa data foi escolhida em razão do crime que comoveu toda a nação brasileira em 1973, o Caso Araceli, em que uma menina de oito anos de idade foi cruelmente assassinada após ter sido violentada em Vitória, no Espírito Santo.


Sobre a Rede


Desde 2003, a Rede Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica e Sexual contra a Criança e o Adolescente de São Leopoldo promove encontros com o poder público e sociedade civil para debater o tema da violência contra a criança e o adolescente, buscando encontrar ações de enfrentamento e prevenção.


Os encontros da Rede ocorrem mensalmente, na terceira quinta-feira do mês. No primeiro semestre o local será no CREAS, já no segundo será em uma instituição da sociedade civil.

[Jornalista: Vanessa Bueno - MTB 11.299 - Decom/PMSL]
 

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 10h às 16h